"A verdade é que eu não consigo viver sem tuas besteiras, tuas brigas bobas, teu jeito de pegar comigo dizendo que sou criança, não consigo viver sem teus conselhos, sem você me corrigindo o tempo todo, sem dormindo no seu travesseiro, não consigo viver sem acordar do teu lado de cada vez que a gente adormece, você é chato, sim, mas o meu chato, meu bobo, meu homem!"

Sem comentários: